Guerra de Cisplatina. Revolta da Cisplatina contra Dom Pedro I

Guerra entre Brasil e Argentina

A guerra de Cisplatina, aconteceu entre 1825 a 1828, pouco depois da Revolta Pernambucana de 1817, que, no entanto, durou apenas 3 meses. Esse movimento, também chamado de Revolta da Cisplatina foi uma guerra entre Brasil e Argentina.

História da Cisplatina

Colônia do Sacramento: Uruguai

A Cisplatina foi fundada por Portugal e chamada de Colônia do Sacramento. Mas depois foi tomada pela Espanha. Todavia, quando a família real veio para o Brasil, em 1808, eles tomaram o território de volta.

Portugal anexou novamente o território da Cisplatina ao Brasil como forma de enfretamento a Napoleão, de quem Dom João VI havia fugido, isso porque, no contexto, de uma Espanha tomada por Napoleão, era como se a Cisplatina pertencesse, na verdade, à França. Daí a decisão de entrar em guerra, em solo brasileiro e bem longe de Napoleão. Outro fator que justifica a tomada do atual território do Uruguai, seria o de ver a titude como um ato de defesa, para que Napoleão não entrasse no Brasil por terras espanholas. Contudo, essa versão parece um pouco descabida quando levamos em conta a totalidade do litoral brasileiro.

Causas da Guerra da Cisplatina

Depois dos portugueses anexarem a região da Cisplatina, os Argentinos ficaram com medo de o Brasil continuar sua empreitada imperialista e decidiram entrar na briga a favor dos cidadãos que lá viviam e estavam desgostosos com a situação, pois os portugueses nem, sequer, falavam a mesma língua. Assim, a argentina apoiou alguns revoltosos, deram um golpe e tomaram o território para si. Dom Pedro I, ofendido com a situação, resolveu entrar em guerra contra a Argentina. Contudo, havia uma crise financeira grave acontecendo na recém nascida nação, que devia à Inglaterra o dinheiro emprestado pago aos portugueses num acordo de compra da independência. Por isso, como forma de proteger seus ativos financeiros, a Inglaterra decidiu intervir na guerra.

Origem do Uruguai

Estando o Brasil e a Argentina empacados numa guerra que já durava três anos e não se resolvia. A Inglaterra, apoiada pela França pós Napoleônica, forçaram um acordo diplomático entre Argentina, Brasil e os revoltosos da Cisplatina. Assim, decidiu-se que a região da Cisplatina seria, agora, um novo país, independente tanto de Brasil quanto de Portugal, chamado República Oriental do Uruguai. Deste modo, acertou-se uma espécie de empate da Guerra da Cisplatina e um novo país, de língua espanhola, foi originado.

Consequências da Guerra da Cisplatina

Uma das principais consequências da guerra da Cisplatina para o Brasil, além do aumento dos impostos para evitar, ainda mais, o endividamento com a Inglaterra, foi a perda de popularidade do imperador Dom Pedro I, que, junto a outros fatores, viu-se obrigado a sair do país em 1931, deixando seu filho, ainda criança como príncipe regente, que viria a ser chamado, depois de adulto, de Dom Pedro II.

WeCreativez WhatsApp Support
Nossos tutores estão aqui para responder às suas dúvidas!
👋 Ei, como posso ajudar?