Função dos Lipídios: Bioquímica dos Carotenóides e Cerídeos. ENEM

Lipídios: classificação e tipos

Tudo sobre lipídios carotenóides e cerídeos

Vídeo aula sobre lipídios: a bioquímica dos carotenóides e cerídeos

Lipídios carotenóides

Os lipídios carotenóides são conhecidos como lipídios coloridos, e podem ser amarelos, vermelhos ou laranja, que tende a ser o mais conhecido de todos, presente na cenoura, chamado de beta-caroteno. Este apresenta uma função extremamente importante para o nosso organismo, pois ele tende a ser digerido, quebrado em retinol, ou vitamina A, e utilizado na manutenção e bom funcionamento da captação luminosa por nossos olhos, garantindo nossa acuidade visual. Quem tem deficiência de Vitamia A, por exemplo, tem resistência a luz, doença conhecida como xeroftalmia.

Os lipídios carotenídes também tem uma importante função na fotossíntese pelas plantas. No caso, são chamados de pigmentos acessórios que acabam auxiliando no processo fotossintetinzante.

Lipídios: cerídeos

Os lipídios cerídeos mais pedidos no ENEM chama-se cutina, presente nas cutículas, que atuam como proteção das folhas vegetais, que a protegem contra a perda de água ou traumas mecânicos. Essa estrutura é muito presente em folhas do cerrado, vegetação muito agredida por incêndios.

Por meio da união de um ácido graxo superior e de um álcool graxo superior são formados os cerídeos, que representam ésteres. Esses são, também, encontrados em colméias de abelhas, cascas de frutas, ceras de ouvido  e outras estruturas da natureza.

O cerídeo é um apolar, possui baixíssima afinidade com a água, por isso é considerada uma substância impermeabilizante.

Lipídeos: classificação e tipos

Lipídios: classificação e tipos